O narrador da TV Bandeirantes, Nivaldo Prieto, se emocionou e não conseguiu participar do Programa "Gol, o grande momento" para falar da partida entre São Paulo e Botafogo.

Foto: Itawi Albuquerque/Tnh1 - 
Neste domingo chuvoso, CRB e ASA se enfrentaram no Estádio Rei Pelé em busca da segunda vaga na final do Campeonato Alagoano 2014. As equipes realizaram mais um clássico emocionante, após a vitória regatiana por 2x0 na partida realizada em Arapiraca na última quarta-feira (16), e agora o Alvinegro precisava superar a vantagem do Galo e vencer por três gols de diferença para avançar à decisão. No entanto, o Fantasma "bateu na trave", vencendo por 2x0 mas dando adeus à chance de disputar o título. 
O ASA, como era de se esperar, se lançou mais ao ataque buscando os gols necessários para avançar às finais. O CRB estudava o adversário e buscava contragolpes rápidos. Apesar da chuva, a partida foi de muita velocidade. Logo no primeiro lance, Leandrinho cruzou pela direita e Ramazotti tentou o cabeceio, mas o atacante alvinegro colocou pra fora. O ASA chegou novamente aos 10 minutos, desta vez desperdiçando uma chance clara de gol. Numa falha do goleiro Paulo Sérgio, do CRB, Bruno Carvalho ficou cara a cara com o arqueiro, mas chutou feio, atingindo as malhas pelo lado de fora. Três minutos depois, foi a vez de Alex Henrique assustar o Galo. O meia ficou com a sobra e pegou forte na bola, que passou raspando o travessão.
O CRB não conseguia encaixar o contra-ataque, com as bolas lançadas sobrando invariavelmente nas mãos do arqueiro Marcão, do ASA. Até os 30 minutos, o Galo não conseguiu uma chance clara de gol, enquanto o Alvinegro exigiu bastante do goleiro Paulo Sérgio, que evitou que o time visitante abrisse o placar mais duas vezes, com Jorginho aos 22, com um belo chute de fora da área, e novamente Ramazotti de cabeça aos 28 minutos. No entanto, o relógio era o maior inimigo do ASA, e mesmo com boas oportunidades e o adversário errando muitos passes, a equipe arapiraquense ia vendo o primeiro tempo se encaminhar para o término. Porém, aos 39 minutos, Didira aproveitou a falha do zagueiro Marcus Vinícius e deu um toque na saída do goleiro regatiano, abrindo o placar no Trapichão. O CRB teve uma oportunidade para empatar aos 46 com um cruzamento rasteiro de Bogé, mas no complemento Denílson não conseguiu finalizar. Após o apito, as equipes desceram para o vestiário, com o elenco regatiano sendo bastante vaiado pelos torcedores.
Veja o gol de Didira, do ASA

Após o recomeço da contenda, as duas equipes foram ao ataque antes de decorrido o segundo minuto. Alex Henrique, na linha de fundo, chutou prensado, com a bola sobrando para o goleiro Júlio César, do Galo. Pouco depois, Gleydson cruzou da esquerda, mas Marcelo Maciel, que recebeu na entrada de área, perdeu a bola em seguida. Quem assustou foi o meia regatiano Diego Rosa, que aos 3 minutos chutou cruzado pela esquerda, com a bola passando próximo ao travessão. O ASA, explorando as falhas do time da casa, chegou a quase ampliar em um lance incrível. Aos 16 minutos, Alex Henrique chutou forte de fora da área e acertou a trave do goleiro Júlio César. A bola voltou nos pés do meia Didira, mas o atleta colocou a bola pra fora, inexplicavelmente.
Com a chance desperdiçada, o ASA parecia ter perdido o foco, e quem passou a levar perigo à meta adversária foi o CRB, que ouvia reclamações das arquibancadas. O Galo passou a concretizar os contra-ataques e aproveitar lances de falta para tentar o empate. Aos 33 minutos, Tozin, que substituiu Denílson, recebia cruzamento de Diego Rosa quando o zagueiro Amarildo fez o corte, com a bola saindo para escanteio. O ASA respondeu logo em seguida com Lima, que subiu mais alto após cruzamento pela esquerda, mas cabeceou por fora. Só que no finalzinho, o Alvinegro teve um oportunidade que não foi desperdiçada. Rafael Gava, em cobrança de falta aos 42 minutos, acertou o ângulo superior esquerdo, sem chances para o goleiro do Regatas. Na reta final, o ASA manteve pressão para chegar ao terceiro gol que o classificaria para a decisão, porém não conseguiu. O Galo, mesmo com a derrota em casa, diante de sua torcida, garantiu a classificação para as finais do Estadual, contra o Coruripe.
Rafael Gava marca o segundo do ASA

Sócio torcedor
Quer entrar nos jogos do CRB em catracas exclusivas e sem precisar comprar ingresso, além de ter outras vantagens? Então clique aqui para saber mais detalhes e se cadastrar no programa de sócio torcedor.
Fonte: Tnh1
Foto: PalmeiraEsporte Arquivo - 
O meia Ibson Melo, 24 anos, que estava atuando pela Itapirense/SP, na Série A2 do Campeonato Paulista, é o mais novo reforço do Potiguar de Mossoró visando a disputa da Copa do Brasil 2014.
Ibson Melo chega ao Potiguar por indicação da comissão técnica alvirrubra. O jogador ainda teve passagens por: Santa Cruz/PE, Caxias/RS, Boa Esporte/MG CSE/AL. Pela Itapirense, Ibson Melo marcou dois gols na A2 2014.
Agora o Time Macho conta com quatro jogadores para a posição. Além de Ibson Melo, o alvirrubro já conta com Giovanni, Neilson e Rayllan.
Ficha:
Nome: Ibson Pereira de Melo – Ibson Melo
Data de Nascimento: 08 de novembro de 1989 – 24 anos
Altura: 179cm
Natural: Recife/PE
Clubes: Santa Cruz/PE (2008), San Martin da Argentina (2008/2009), Crato/CE (2010), Almería da Espanha (2010/2011), Atlético Tubarão/SC (2012), Caxias/RS (2012), Penedense/AL (2012), CSE/AL (2012/2013), Concórdia/SC (2013), Boa Esporte/MG (2013) e Itapirense/SP (2014).

Fonte: Ascom Potiguar 
Coruripe (Foto: Romário Silva/PalmeiraEsporte - 
Em um confronto de alviverdes do interior, Coruripe e Murici se enfrentaram no Estádio Gerson Amaral, neste sábado (19), buscando uma vaga na grande final do CampeonatoAlagoano 2014. O Coruripe, de melhor campanha na segunda fase do Estadual, não deixou a vantagem de jogar por um empate “subir à cabeça” e garantiu a classificação às finais com uma vitória por 1x0, gol de Etinho. Com isso, o Hulk se garantiu também na Série D e nas copas do Brasil e do Nordeste em 2015. O Murici, que chegou a fazer um bom primeiro tempo e teve boas chances de marcar, encerra as atividades em 2014.
Tanto a equipe da casa como os visitantes saíram para o jogo desde o apito inicial, mas o Coruripe levou mais perigo ao gol adversário. Logo aos dois minutos, Cristiano cruzou pela ponta esquerda tentando alcançar seus atacantes, mas o volante Jota afastou de cabeça. No minuto seguinte, Ivan recebeu lançamento na área mas o goleiro Léo saiu para a dividida, fazendo a defesa. No lance, o atacante do Coruripe pediu pênalti, mas o árbitro nada deu. Até os quinze minutos da etapa inicial, as duas equipes realizavam um jogo emocionante, com boas investidas dos dois lados. Everlan, para o Murici, e Etinho, pelo Coruripe, forçaram os goleiros a realizar belas defesas, salvando as respectivas pátrias.
Depois de decorrido um terço do primeiro tempo, com uma partida lá e cá, o Coruripe passou a pressionar mais, buscando o gol que colocaria a equipe da Zona da Mata em uma situação ainda mais delicada. O Hulk só não conseguia marcar pelas boas defesas do arqueiro Léo e da atuação da zaga muriciense. Aos 35, no entanto, Alex Murici e Alexsandro realizaram uma bela jogada que quase dá a vantagem ao Murici. O lateral-direito cruzou, e no complemento, o atacante Alexandre cabeceou mal, para baixo, e o goleiro Santos, já batido, respirou aliviado ao ver a bola sair pela linha de fundo. A partir de então, o Murici passou a envolver o Verdão das Praias, com investidas do lateral-esquerdo Cristiano. Antes do final da primeira etapa, ainda houve mais uma reclamação de pênalti de Ivan, que afirmou ter sido derrubado pelo zagueiro Odair Lucas, mas Charles Hebert novamente não assinalou.
Segundo tempo
As duas equipes voltaram sem alterações na escalação, porém o Coruripe parecia ter levado um sacode do treinador Jaelson Marcelino, já que retomou o ímpeto do início do primeiro tempo. A equipe litorânea chegava mais ao ataque, com a bola passando sempre pelos pés do lateral Chiquinho Baiano. Aos 7 minutos, ele mesmo serviu o atacante Etinho, que chutou prensado, com a bola saindo para escanteio. O Murici só teve sua primeira chance aos 14 minutos, numa cobrança de falta cometida por Thiago Papel. Cristiano soltou o pé e acertou o travessão, assustando o goleiro Santos. E falando em goleiro, Léo salvou novamente o Murici das seguidas investidas do Coruripe, incluindo bons chutes de Aurélio aos 16 e de Ivan aos 20 minutos.
O Hulk manteve a pressão, e dominava por completo as chances de marcar, porém continuava esbarrando no paredão Léo, que realizou uma espetacular partida. Aos 23 minutos, Etinho recebeu de Aurélio e arriscou, mas o arqueiro fez bela defesa. Aos 27, Ivan queria tentar a sorte, mas não pôde devido a uma falta cometida por Sinval. Pelo lance, o zagueiro recebeu amarelo. A pressão do time de casa parecia caminhar para o primeiro gol da partida, mas quem marcou foi o Murici, aos 35 da etapa final. Só que para tristeza da equipe visitante, o árbitro Charles Hebert anulou o lance assinalando falta, mantendo o placar inalterado. Isto é, até os 42 minutos, quando Etinho recebeu no meio e chutou alto, sem chance para o arqueiro Léo, que nada pode fazer. Na reta final, ainda foram dados quatro minutos de acréscimo, mas o Murici, abalado pelo gol, não conseguiu reverter o resultado, vendo a vaga na final escorrer pelas mãos.
Como fica
Tranquilo, o Coruripe aguarda seu adversário nas finais do Alagoano, que sairá da partida entre CRB e ASA, às 16h deste domingo, no Estádio Rei Pelé.
Fonte: Tnh1
Foto: Arquivo PalmeiraEsporte
Santa Cruz anunciou nesta quinta-feira (17) sua primeira contratação após a eliminação no Campeonato Pernambucano. Trata-se do meio campista Danilo Pires, 22 anos, que no campeonato alagoano de 2013 deixou o CSE alegando problemas familiares.

Após deixar o tricolor palmeirense, Danilo foi para o futebol pernambucano onde defendeu equipes do interior, como:  Chã Grande-PE, Olinda-PE, além do  Santa Rita da Paraíba. O atleta foi o destaque do campeonato pernambucano deste ano defendendo o Central de Caruaru. 

Revelado pelo Corinthians-AL, Danilo foi emprestado ao CSE no campeonato alagoano do ano passado, após  a folga do carnaval o atleta não se reapresentou ao clube.

Relembre o caso:

Jogador desaparecido preocupa a diretoria do CSE

Um jogador do tricolor de Palmeirados Índios, não se reapresentou ao clube na última segunda-feira (11). O meia Danilo Pires foi liberado para passar o carnaval junto com sua família, em São Luis - MA. Depois disso, não entrou mais em contato com o clube.

De acordo com a diretoria do CSE, o celular do jogador é direcionado para uma caixa postal, e após o último jogo, o atleta comentou que estaria com vontade de deixar o futebol. O meio-campista pertence ao Corinthians-AL e foi emprestado ao CSE.

Danilo Pires tem 20 anos. Vinha sendo um dos destaques do time nos últimos jogos e foi o autor de um dos gols na vitória do CSE, diante do Corinthians-AL, por 2 a 0, jogo em que o atleta foi considerado o melhor jogador da partida.




Danilo Pires é enfim localizado pela diretoria do CSE



Depois de quatro dias sem ter notícias do jogador Danilo Pires, a diretoria do CSE conseguiu na tarde desta quinta-feira (14) obter informações sobre o paradeiro do atleta. O jogador, que temapenas 20 anos, foi liberado pelo clube palmarino para passar o carnaval junto com a família em São Luiz-MA e deveria se reapresentar na última segunda-feira (11).

Como o atleta não se reapresentou na data prevista, o presidente do CSE, Antonio Oliveira, tentou várias vezes localizar o atleta, mas não conseguia êxito:

- Desde a segunda-feira, quando estava prevista a reapresentação dos atletas que começamos a ligar para ele, e o telefone só dava desligado. Os jogadores tentaram contato com ele através de uma rede social, mas disseram que há uma semana ele não atualizava a página. Só na tarde desta quinta-feira, tivemos a informação de que alguns jogadores do Corinthians-AL conseguiram falar com o Danilo Pires.

Antonio Oliveira falou que ainda não conseguiu contato com o jogador, mas que falou com a mãe do atleta:

- Falei com a mãe dele, ela me passou que eles estão com problemas familiares e ele (Danilo Pires) ficou por lá dando uma assistência à família. Vou tentar falar com ele para saber que decisão será tomada pelo jogador.

O presidente afirmou também que depois da partida contra o Corinthians-AL, vencida pelo CSE por 2 a 0, Danilo, que foi destaque da equipe, chegou a declarar que estava um pouco desiludido com o futebol e que iria aproveitar a viagem para conversar com os familiares e decidir seu futuro.





Foto: Ascom
A partir da iniciativa do desportista Ronaldo Sá, aconteceu na manhã do último domingo, 13 de abril, a 1ª Copa de Futebol de Campo Amador Radialista Aníbal Lima – “Esporte Sim, Droga Não”. A denominação do evento, segundo os organizadores, é uma homenagem ao também desportista e homem de comunicação. Aníbal Lima, morto tragicamente em janeiro de 1983, com apenas 21 anos, dedicou grande parte de sua curta vida no rádio, à época na emissora AM do Grupo Sampaio, aos esportes e aos movimentos de utilidade pública. Narrava, comentava e editava programas de grande audiência sempre dirigidos a interesses da sociedade palmeirense como um todo.

Mantendo a sua característica de incentivar o esporte amador em Palmeira dos Índios, o vereador Sérgio Passarinho (PMDB), inclusive irmão do falecido Aníbal, dedicou apoio e colaboração para a realização do evento, onde esteve presente fazendo a entrega da premiação e falando àquela comunidade, onde deixou palavras de motivação para a realização de mais eventos daquela natureza, como forma de inclusão e integração dos participantes, suas famílias e a todos os que prestigiam.

A 1ª Copa de Futebol de Campo Amador Radialista Aníbal Lima foi realizada no campo de várzea do bairro Vila Nova e contou com a participação de quatro equipes, todas com primeiro e segundo quadros. Foram elas, Barcelona, Vila Real, Vila Nova e União, sagrando-se campeão do primeiro quadro, o Barcelona, e do segundo quadro, o Vila Nova.

O vereador afirmou na ocasião que o incentivo e o apoio à prática esportiva integram a sua vida política e pessoal, já que mesmo sem mandato, fez questão de participar e ajudar na medida do possível à realização de outros eventos esportivos. “O esporte é fundamental em qualquer idade, e motivo de inclusão e manutenção da ordem e do desenvolvimento human0”, encerrou Sérgio Passarinho.

Clique aqui e leia mais sobre o parlamentar


Foto: Nathalia Lopes/Tnh1 - 
Num mar de verde e branco, Murici e Coruripe se enfrentaram pela primeira partida das semifinais do Campeonato Alagoano 2014, na noite desta quarta-feira (16), no Estádio José Gomes da Costa. E apesar de ter em campo duas equipes voluntariosas, o confronto não saiu do 0x0. O Coruripe, mesmo atuando fora de casa, não se acanhou e foi pra cima, chegando a marcar comJailton no segundo tempo, mas o gol foi invalidado pelo árbitro Francisco Carlos do Nascimento.
Apesar do placar em branco, a vantagem para ojogo de volta será do Coruripe. Acontece que o Hulk, por ter feito uma campanha, joga por um empate. A equipe do litoral sul, no entanto, terá um desfalque certo. O volante Geninho ficará de fora da partida, que acontece no próximo sábado (19), no Estádio Gérson Amaral, por ter sido expulso no confronto de ida.
Independentemente de quem avance, o finalista terá garantida a participação no Nordestão e na Copa do Brasil, ambas a serem disputadas em 2015. Além disso, os alviverdes disputam a vaga de Alagoas na Série D deste ano. Vale lembrar que como o Murici já está na Copa do Brasil 2015, caso a equipe avance à final, a vaga será remanejada para oSanta Rita, vice-campeão do primeiro turno.
Fonte: Tnh1
Foto: Itawi Albuquerque - 
No clássico entre capital e interior, ASA e CRB se enfrentaram nesta quarta-feira (16) em Arapiraca, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca. Numa partida muito emocionante e disputada, o Galo venceu pelo placar de 2x0 saindo na frentenas semifinais do Campeonato Alagoano 2014.
As duas equipes começaram indo bastante à frente, deixando claro que o intuito era a vitória. Logo no primeiro minuto, o ASA teve sua primeira chance numa cabeçada de Ramazotti, após cruzamento de Alex Henrique, mas o atacante alvinegro não conseguiu finalizar. Aos cinco minutos, o Alvinegro teve outra oportunidade de abrir o placar numa cobrança de escanteio. Amarildo subiu mais do que a defesa regatiana e cabeceou no canto esquerdo, tirando tinta da trave. O Galo também teve boas oportunidades, incluindo uma jogada espetacular aos 14 minutos com Marcelo Maciel. O atacante regatiano partiu em velocidade e, dentro da área, fintou a marcação e chutou cruzado da direita, vendo a bola explodir na quina da trave do lado esquerdo, com a defesa arapiraquense afastando o perigo em seguida.
Acirrado, o jogo era disputado lá e cá, com boas investidas e oportunidades para os dois lados. O ASA desperdiçou uma chance clara aos vinte minutos, após cruzamento de Leandrinho. Didira recebeu sozinho dentro da área, mas chutou por cima do gol de Júlio César. Mas quem saiu na frente foi o CRB, que após lançamento de Olívio, viu o meia Diego Rosa receber nas costas da zaga e colocar a bola para o fundo das redes aos 38 minutos do primeiro tempo. O ASA ainda tentou esboçar reação, mas viu a etapa inicial terminar com o 1x0 para o adversário.
Foto: Itawi Albuquerque/TNH1
Na volta do intervalo, as equipes não mudaram a postura, e continuaram em busca do gol. O ASA, que trocou de uniforme nos vestiários, promoveu a entrada de Lima no lugar de Ramazotti, e já no minuto inicial o artilheiro ameaçou. Após cruzamento, o atacante subiu alto e cabeceou, obrigando o goleiro Júlio César fazer uma ótima defesa. No entanto, o CRB, que queria ampliar, não deixou por menos. O lateral Gleidson quase marca em duas oportunidades, aos 5’ e aos 11’, mas o goleiro alvinegro Marcão, nas duas oportunidades, salvou a pátria com boas atuações.

O ASA se defendia bem e contava com a boa partida de seu arqueiro, porém o CRB buscava o segundo gol e, de tanto tentar, conseguiu aos 28 minutos da etapa final. Após bela jogada pela direita, o atacante Henrique Dias serviu João Victor, que acabara de entrar na partida, e o só fez escorar para o fundo das redes. O ASA, perdendo por doisgols, foi para o tudo ou nada, mas esbarrava no meio-campo bem postado do Galo. Porém, em duas oportunidades o Alvinegro chegou com perigo. Aos 32 minutos, Lima recebeu cruzamento sozinho na grande área e chutou de primeira, mas o árbitro assinalou impedimento e a jogada, que terminou com a bola no fundo das redes, foi invalidada. Já no minuto 36, Didira foi quem buscou o gol, mas desperdiçou novamente. O meia driblou a marcação, invadiu a área e chutou forte, mas errado, e a bola saiu pelo lado esquerdo do goleiro Júlio César. Com a vantagem construída, o CRB passou a jogar mais na defesa, e administrou o jogo até o apito final do árbitro Flávio Feijó.
Confira os melhores momentos
Como fica
Com a vitória ampla na casa do adversário, o CRB fica em posição cômoda para o jogo devolta, que acontece no próximo domingo (20), no Estádio Rei Pelé. O Galo pode perder até pelo mesmo placar que, ainda assim, avança às finais. O ASA é quem vai ter que correr atrás do prejuízo e vencer por três gols de diferença. Vale lembrar que a regra de gols fora de casa não se aplica, apenas o saldo de gols é critério de classificação.
Sócio torcedor
Quer entrar nos jogos do CRB em catracas exclusivas e sem precisar comprar ingresso, além de ter outras vantagens? Então clique aqui para saber mais detalhes e se cadastrar no programa de sócio torcedor.
Fonte: Tnh1
Thiago e Romário sobem ao pódio da Copa Nordeste de futevôlei (Foto: Thiago Melo
A dupla alagoana Thiago e Romário venceu a primeira etapa da Copa Nordeste de Futevôlei de 2014, disputada no último fim de semana em Umbaúba, Sergipe. Os atletas de Palmeiras dos Índios mais uma vez confirmaram o favoritismo ao bater os melhores competidores do Brasil, em uma disputa que contou com atletas do Rio de Janeiro, Distrito Federal, Espírito Santos e Minas Gerais, além dos nordestinos. O mais velho da dupla, Thiago, falou da emoção de vencer uma competição regional.
- A competição foi muito difícil, pois participaram do evento atletas de vários estados do Brasil, além dos atletas de todo o Nordeste, que também foram em busca do prêmio. Na realidade, é uma copa muito difícil, devido ao forte nível dos atletas do Nordeste. Romário também foi escolhido omelhor jogador da competição, então estamos muito felizes. Quero aproveitar para agradecer aos nossos patrocinadores, a todos que acompanham e torcem por Thiago e Romário, com um carinho especial pelo nosso irmão Allan (Lojas Gabriela) e a Nicinha (CBFV).
Thiago e Romário futevôlei al (Foto: Alberto de Mendonça )Romarinho foi eleito o melhor jogador da competição (Foto: Alberto de Mendonça )
Acreditando na força dos treinos, os alagoanos não economizaram nas atividades pré-jogo. A carga máxima de treinamento deu a confiança necessária para Thiago e Romário. 
Apesar de toda dificuldade do campeonato, estávamos confiantes, pois vínhamos treinando muito, e acabou que a recompensa de todo o trabalho foi esse título. Essa conquista é muito importante para nossa dupla, que ganha confiança para a próxima competição. 
E o próximo desafio é nada mais, nada menos que a Copa Brasil de Futevôlei, que será realizada entre os dias 24 e 26 em São Fidélis, no Rio de Janeiro. E a preparação está a todo vapor. Sem descanso, os atletas já intensificam a preparação de olho em mais um título. 
- Agora temos duas semanas de preparação para a Copa Brasil, que é um campeonato muito visado pela nossa dupla e vamos em busca dessa conquista também - finalizou.
Thiago e Romário futevôlei al (Foto: Thiago Melo)Próximo desafio da dupla alagoana é a Copa Brasil (Foto: Thiago Melo)

Fonte: Globoesporte.com/al
Foto: Romário Silva/PalmeiraEsporte - 
Em uma partida decisiva, onde o que estava emjogo era a classificação para as semifinais do Alagoano, o CSE fez o dever de casa ao vencer o Penedense por 4 a 1, no Juca Sampaio, na tarde deste domingo. Mas a goleada não foi suficiente para garantir a passagem para a próxima fase do estadual, já que a equipe de Palmeira dos Índios dependia do resultado entre ASA x Coruripe ou CRB x CSA.

Precisando do resultado, a equipe de Laelson Lopes entrou determinada a brigar pela classificação. Com um estilo de jogo agressivo, os palmeirenses atacaram a todo momento. A pressão funcionou e a resposta veio ainda no primeiro tempo, com gol de Sílvio. O atacante Zé Paulo, artilheiro do time, também carimbou o dele, assim como Robélio, que ampliou para os tricolores. Já o volante Kessi, do Penedense, diminuiu para os alvirrubros no segundo tempo de jogo. Zé Paulo, mais uma vez, marcou para a equipe de Palmeira dos Índios, sepultando qualquer chance do time ribeirinho de reação. 
Com a vitória, o CSE foi a 18 pontos, acumulando a terceira melhor pontuação do estadual. E os números correspondem à boa campanha da equipe do Agreste de Alagoas, que em dez partidas disputadas, venceu seis e perdeu quatro. Sem conseguir a classificação, o Tricolor encerra as atividades em 2014. Por outro lado, o Penedense está rebaixado. 
Outros resultados
ASA 2 x 1 Coruripe - ASA classificado Grupo A; Coruripe classificado Grupo B;
Santa Rita 1 x 4 Murici - Murici Classificado Grupo B;
CRB 1 X 0 CSA - CRB Classificado Grupo A.