Ultimas

Alagoas

campeonato alagoano

DESTAQUE DE HOJE

01/05/16

CRB vence o CSA no primeiro jogo da decisão do Alagoano

Neto Baiano comemora o segundo gol do CRB (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)
Neto Baiano quase deixou o CRB. Dakson perdeu a posição no time ao longo do estadual. Diego sempre foi titular, mas nunca esteve cotado para decidir jogos. Tudo mudou em 45 minutos. O clássico deste domingo estava aberto. O Galo tentava, mas não concluía. O tempo passou. Quando sofreu o primeiro gol, aos 10 minutos do segundo tempo, o CSA havia perdido duas chances claras. Diego marcou num chute cruzado, da esquerda, vencendo o goleiro Jefferson. Dakson, num lampejo mágico, descobriu Neto livre para tirar do goleiro. Noite vermelha, noite de redenção. Os regatianos venceram por 2 a 0 (veja acima os melhores momentos) e deixaram o Rei Pelé mais perto do título, com ótima vantagem.
Neto substituiu no segundo tempo Lúcio Maranhão, autor do passe decisivo para o gol de Diego. Ele disse após a partida que ainda está em dívida com a torcida regatiana. Começou a pagá-la com um gol na final, história parecia com a de Zé Carlos, no título do ano passado.
- Espero jogar e fazer mais gols. As coisas erradas que faço todo mundo critica, mas quero dar a volta por cima - comentou o atacante do Galo.
A finalíssima do Alagoano está marcada para o próximo domingo, às 16h, também no Rei Pelé. De acordo com o regulamento, o CRB pode perder por um gol de diferença. Se o CSA devolver a derrota por 2 a 0, vai forçar a prorrogação. Em caso de empate no tempo extra, o título vai ser decidido nos pênaltis. O Azulão conquista a taça no tempo normal apenas se vencer por diferença de três ou mais gols.
Parecidos
Os gols foram parecidos. O primeiro, com menor grau de dificuldade. Maranhão recebeu com liberdade, na intermediária, e viu a entrada do lateral. Acionou Diego, que bateu no canto esquerdo do goleiro Jefferson, aos 10 minutos da etapa final. O segundo teve requintes de crueldade. Aos 37, Dakson recebeu no ataque, passou por um marcador e achou Neto Baiano livre na área. Com um toque sutil, ele tirou do goleiro e comandou a festa da massa vermelha. 
Pecados marujos
O CSA perdeu três gols incríveis. Um no primeiro tempo, com Luís Soares, e dois no segundo, com Leandro e Cleyton. Foram erros capitais para um jogo decisivo. 
Fonte: globoesporte.com/al

Palmeira dos Índios

galeria de fotos

Campeonato Brasileiro

 
Copyright © 2013 Palmeira Esporte News
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates